Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Homem que estuprou seis crianças já abusava de duas delas desde os 9 anos, diz delegada

Resultado de imagem para ABUSO DE MENORO homem de 59 anos, suspeito de estuprar seis garotas entre netas e sobrinhas, que foi preso na última quarta-feira (27), abusava de duas sobrinhas de 15 e 17 anos desde que elas tinham nove anos.
Segundo a delegada Milena Calmon, titular da Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), antes de falecer, no leito de morte, o pai das meninas pediu ao suspeito que cuidasse de suas filhas.
Ele, no entanto, não cumpriu o prometido e abusou das garotas durante anos.
“É muito triste porque é um crime que é horrendo, hediondo, nojento, repugnante e principalmente por estar sendo cometido dentro do seio familiar. Imagine um senhor de quase 60 anos abusando das netas e sobrinhas. Sendo que duas adolescentes, as mais velhas, já eram abusadas desde os nove anos de idade. Inclusive temos relatos de que o pai delas em seu leito de morte pediu para que ele ‘tomasse conta’ das filhas e ele prometeu ao pai que cuidaria. Na verdade, estava violentando as meninas desde o falecimento do pai”, afirmou.
Milena Calmon informou que em virtude de não haver mais a situação de flagrância, a polícia teve que agir rápido e representar de imediato pela prisão preventiva junto à primeira vara criminal.
O juiz então decretou a prisão, o suspeito foi apresentado e permaneceu preso por força do mandado de prisão.
A pena mínima para cada crime de estupro é de oito anos, de acordo com Milena Calmon. Os inquéritos serão transformados em processos independentes e autônomos, e Roque vai responder por cada crime que cometeu.
“É um caso muito chocante. Mas, agora ele vai pagar por tudo que fez. Ele vai responder independentemente por cada crime que cometeu. No crime de estupro de vulnerável é previsto a pena de reclusão de oito a quinze anos. Ele pode pegar mais de 40 anos de prisão. Tudo isso depende do processo. Ele terá direito a defesa e tudo isso será decidido no julgamento com a condenação.
O homem já se encontra no Conjunto Penal de Feira de Santana.



Acorda Cidade



OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM