Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Morre no Hospital de Trauma de Campina Grande a Genitora do Vereador Zezinho de Joca da Cidade de Zabelê

Faleceu, na tarde desta Sexta Feira (28) ás 16:00 horas, a genitora do Vereador de Zabelê,Zezinho de Joca(PSB), Eleito nas eleições do último dia 02,dona Maria do Carmo que tinha 80 anos. Ela estava internada no hospital de trauma de Campina Grande,desde 10 de setembro do corrente ano, devido uma queda,onde quebrou braço e perna.Segundo informações o caso de dona Carmo,foi se complicando devido outros fatores de problema de saúde, e não resistindo, sofreu uma parada cardíaca, levando ao óbito.O Sepultamento será hoje(29) as 16:00 horas na cidade de Agrestina ,no estado vizinho de Pernambuco.A família enlutada, agradece a todos que se fizerem presente.Por telefone,o Vereador e filho de dona Carmo d relatou ao Blog do RC ,os dias de sofrimento passados por sua mãe e agradeceu todos os apoios que teve durante a internação de sua genitora no Trauma.Conversamos também com Sessé Fumeiro que foi candidato a prefeito pelo PSB,o mesmo,falou da amizade e o carinho que tinha por dona Maria do Carmo.


Veja abaixo alguns comentários de familiares e amigos:

Minha rainha 
Não existe partida para aqueles que permaneceram eternamente em nossos corações porque simplesmente as pessoas que amamos Nunca Morrem apenas parte antes da gente você permanecerá viva dentro do meu coração a senhora vai ser sempre o meu bebê eu amava muito E continuo amando apesar de não estar mais no meio da gente mas sim ao lado do nosso pai celestial que resolveu levar a senhora para o lado dele e vai ser sempre uma estrelinha brilhando no céu com aquele seu jeitinho amável e sempre falava filha eu morrer você chora e eu só para ver o que a senhora teria falado Não é que chorar a senhora não vai morrer ainda não chegou a sua hora zero Mas infelizmente não é a gente que escolhe a hora mas sim nosso pai celestial e assim foi feita a vontade dele levar a senhora para perto dele mãezinha senhora vai ser sempre aquela estrela eu vou olhar todos os dias no céu e vou falar aquela ali é a minha mãezinha a minha rainha que está brigando Olha que brilhe mais lindo te amo te amo te amo te amo mãezinha para sempre irei te amar Descansa em paz minha rainha A senhora foi uma guerreira lutou até o último momento que o senhor coloque a senhora e um bom lugar Adeus minha rainha Vai com Deus não sei o que vai ser agora porque parte de mim foi junto com a senhora e me perdoa por não estar ao seu lado na sua partida te amo minha rainha- 

Dora Silva de Lima


Querida avó, como eu queria que você soubesse o quanto me dói vê-la desse jeito, tão sozinha nesse mundo confuso em que essa horrível doença a afundou. Suas memórias foram roubadas, quase tudo aquilo que você foi um dia, desapareceu. Seus olhos se perdem nos nossos rostos, nas faces daqueles que tanto amam você e a quem você já não reconhece os traços.
A doença de Alzheimer lhe roubou em vida os seus anos de descanso, e a impede de sentir o amor que a rodeia. Todos sentimos impotência e tristeza, pois nada pode ser pior que uma pessoa em vida ser despojada de todo o seu mundo interior! Há momentos em que parece que seu olhar recorda uma imagem, mas logo depois regressa a confusão e as perguntas intermináveis.

A doença levou de você a lembrança de quem você foi, mas de nós jamais apagará as recordações da extraordinária mulher, esposa, mãe, avó, tia, prima, amiga... que você foi! Eu, e todos que amamos você, a recordaremos tal como você foi, e não o que a doença fez de você. Para sempre a vou amar, minha querida avó! - 
Maria Lais 







Algumas fotos: 







Blog do Rembrandt Carvalho no Cariri



























OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM