Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Ronnie Von paga o preço por não ceder ao populismo na TV

A programação da TV Gazeta de São Paulo repercute pouco na mídia. Mas na segunda-feira (17) a emissora ganhou visibilidade recorde, especialmente nas redes sociais.
A notícia do cancelamento de cinco programas da ‘faixa jovem’ no horário nobre e o fim do Todo Seu, de Ronnie Von, agitou os que ainda acreditam e defendem o conteúdo de qualidade na TV aberta.
No fim da tarde, depois de horas de boatos, o canal reverteu a saída de seu principal apresentador de entretenimento. Ronnie fica, porém com suposta redução de salário e corte na verba de sua produção.
A Gazeta não é a única emissora a ser atingida pela crise. Até a poderosa Globo freou investimentos em consequência da retração da economia. Contudo, as emissoras não podem permitir que a queda no faturamento afunde a programação.
Com tantas opções na TV paga e na web, o telespectador tem poucos motivos para ainda sintonizar os canais de sinal aberto. Atrações como a de Ronnie Von se destacam no meio de dezenas de programas insignificantes ou apelativos.
O Todo Seu recebe convidados qualificados para falar principalmente de arte, cultura, saúde e comportamento. Temas ignorados na maioria das emissoras por serem considerados derrubadores de audiência.
Ronnie resiste a ceder ao populismo em troca de alguns pontos a mais no Ibope. Essa postura em defesa do valor artístico é admirável, ainda que possa ser – como mostra o episódio de sua quase demissão – um suicídio comercial.
O veterano já recebeu propostas de outras emissoras para ganhar bem mais. Preferiu ficar na Gazeta, onde, teoricamente, estaria seguro para manter o alto nível de seu trabalho.
Qualidade, faturamento e audiência formam uma trinca dificílima de se conseguir num mesmo programa de TV. O Todo Seu não é um produto que vai disputar telespectadores com as grandes emissoras nem render cifras milionárias à Gazeta.
Mas gera um prestígio imensurável para a imagem do canal mantido há 46 anos pela Fundação Cásper Líbero. Imagem esta que sai chamuscada por conta da onda de rumores mal administrada ao longo da segunda-feira.
Faltou pulso e sensibilidade para anunciar os cortes na programação sem expor negativamente os apresentadores e funcionários que perderam seus empregos e sem desvalorizar a maior estrela de seu elenco.


Terra

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM