Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Hackers podem ter fraudado eleição nos EUA para dar vitória a Trump, segundo especialistas

A campanha da democrata Hillary Clinton está sendo encorajada por diversos técnicos de computação para pedir uma recontagem de votos em três Estados decisivos para as eleições nos EUA — Wisconsin, Michigan e Pensilvânia.
Os especialistas acreditam ter encontrado provas de que os totais de votos nos três Estados poderiam ter sido manipulados. Eles teriam apresentado suas descobertas aos principais assessores de Hillary na quinta-feira passada (17), de acordo com informações da CNN.
Os cientistas — que incluem o diretor do Centro de Segurança e Sociedade de Computadores da Universidade de Michigan, J. Alex Halderman — disseram acreditar que há uma tendência questionável de Hillary se sair pior em municípios cujas urnas utilizadas nas eleições são eletrônicas, em comparação com aquelas nas quais são usadas fichas óticas.
O grupo de especialistas informou o presidente da campanha de Hillary, John Podesta, e o conselheiro geral da campanha, Marc Elias, que a candidata recebeu 7% menos votos nos condados que utilizaram máquinas de votação eletrônicas, o que sugere que os votos nesses locais possam ter sido hackeadas.
Embora não tenham encontrado nenhuma evidência concreta de que hackers possam ter invadido as urnas, os especialistas indicaram que o padrão apresentado faz com que uma revisão independente dos votos seja necessária.
CNN

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM