Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Serra vai a Temer e diz que há risco de Lula fugir do País

 O ministro das Relações Exteriores, José Serra, considera seriamente o risco de fuga do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, que é réu em pelo menos três processos atualmente, dois deles relacionados à Operação Lava Jato. O assunto foi levantado pela revista Veja, que informa de uma reunião de Serra com o presidente Michel Temer (PMDB), recentemente, para fazer uma análise da situação e avaliar suas consequências.


De acordo com a Veja, José Serra expos a Temer que considera a ideia de fuga de Lula, que iria acompanhado dos familiares, algo praticamente certo. Uma certeza que teria aumentado com a ida do petista à ONU, através dos seus advogados, para denunciar vir sendo vítima de uma perseguição política com as ações dos investigadores da operação Lava Jato.


O chanceler brasileiro, senador tucano por São Paulo, admite que Lula tem capital político para, levando adiante a ideia, criar problemas à imagem internacional do País.


Foi a própria revista que levantou a hipótese de Lula fugir, valendo-se do fato de a sua mulher, Marisa Letícia, e dos filhos já disporem de passaporte italiano, o que facilitaria a iniciativa. O ex-presidente não se manifestou oficialmente em relação à notícia mais recente, mas, acerca da possibilidade de deixar o país para fugir das investigações, tem reagido com bom humor desde quando ela começou a circular. Já antes, através de matéria da mesma publicação da editora Abril.



Quando de sua declaração mais recente, por exemplo, o ex-presidente afirmou que o “o único país ao qual pediria asilo seria Garanhuns”. Uma referência irônica ao município pernambucano do qual se origina.


Enquanto isso

Enquanto Serra se preocupa com a possível fuga do ex-presidente Lula, a aparição do nome do ministro das Relações Exteriores como beneficiário de um pagamento de R$ 23 milhões da construtora Odebrecht na campanha eleitoral de 2010 - quando ele disputou a presidência da República -, não gerou, até agora, qualquer instabilidade à presença dele na equipe de Temer. O detalhe é que o dinheiro teria sido pago em uma conta na suíça, através de caixa 2. Os dois se mantêm silentes acerca do tema e a própria oposição não exerce qualquer tipo de pressão sobre o Palácio do Planalto.


Nem mesmo no noticiário político a situação mereceu grande atenção. José Serra é um dos nomes cotados, dentro do PSDB, para uma possível candidatura presidencial nas eleições programadas para 2018, ao lado do também senador Aécio Neves, atual presidente da executiva nacional, e do governador Geraldo Alckmin, de São Paulo.



Saiba mais

Em julho, o juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, aceitou transformou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em réu por suposta tentativa de obstruir a Justiça.



Em setembro, o juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato tornou Lula réu em um processo que investiga se ele cometeu crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro.


Em outubro, o juiz Vallisney de Souza Oliveira abriu ação penal contra Lula por alegadas fraudes em contratos do BNDES.






opovo






OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM