Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Garotas relatam como sofreram agressões de ex-namorado adolescente na cidade de Patos [VÍDEO]

Causou revolta e indignação nas redes sociais e na própria sociedade a notícia de que mais uma garota foi agredida por um adolescente Da classe média da cidade de Patos. Nesta terça-feira, dia 13, a reportagem do patosonline.com conversou com as jovens que ainda estão abaladas diante dos fatos que se repetiram tendo quase os mesmos moldes.

O adolescente agressor é ex-namorado das garotas agredidas. A jovem Jessie Lucena, 19, foi espancada no último sábado, dia 10. A outra garota, de 17 anos, foi espancada em abril de 2016, ambas pelos mesmos motivos, ou seja, fim do relacionamento e não aceitação por parte do jovem.

Jessie Lucena disse a reportagem que havia terminado o relacionamento em novembro do corrente ano. No sábado, dia 10, o rapaz fez contato com ela numa festa de aniversário e a chamou para conversar do lado de fora do evento. O rapaz, de acordo com Jessie, queria retomar o namoro, porém com a negativa da moça ele começou a agredi-la. Ela disse que ele a mordeu, deu socos, puxou o cabelo, prendeu os braços e jogou a jovem contra parede. Jessie pediu para que o jovem a soltasse e ao conseguir se desvencilhar saiu correndo para onde estava a festa. O rapaz ainda perseguiu a garota, mas ao ver o tumulto desapareceu. “Eu não esperava. Ele já havia me espancado e eu achei que não ia acontecer outra vez. Minha mãe está muito triste com tudo isso. Já acionamos um advogado e fomos prestar queixa. Eu fiz corpo de delito. Não estou dormindo, tenho medo de sair só e não fico sozinha em casa. Os pais dele (agressor) me ligaram pedindo para não levar o caso adiante para que seja resolvido de outra forma”, relatou Jessie.

A outra garota agredida pelo rapaz tem 17 anos. Ela disse que o caso ocorreu em abril de 2016. Ela havia terminado o namoro em fevereiro, mas o jovem não aceitava. A garota teve o rosto cortado devido aos socos, levou chutes e ficou com sequelas. A jovem tem que passar por uma cirurgia plástica devido ao corte no rosto. Ela relatou que foi agredida pelo rapaz com socos, mas que devido a ele ter umas chaves na mão os cortes foram piores no rosto. A moça faz tratamento com psicólogo e toma remédios. Já houve audiência do caso, no entanto, o agressor e sua família não estaria cumprindo as determinações judiciais, como pagamento de tratamento da adolescente agredida. A garota relata que o rapaz também não cumpre as medidas socioeducativas. “Eu estava em casa no dia que ele me agrediu com mais violência. Ele já tinha me agredido outras vezes, mas me ameaçava se eu contasse alguma coisa e eu ficava com medo de denunciar", disse a jovem.

A reportagem foi informada que o agressor não está na cidade de Patos por medida de precaução temendo represália. Um advogado já foi acionado pela família do rapaz para acompanhar o caso.










 Jozivan Antero – Patosonline 







OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM