Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Piancó vive dias de angústia com fim do mandato do atual prefeito e grande expectativa com o novo gestor

Pode até não ser, mas o que está parecendo, aos olhos da população, é que o prefeito Sales Lima (DEM) e seus auxiliares, simplesmente "abandonaram" a administração da cidade. Isso se constata diante do caos em que se encontra as ruas e vários órgãos municipais. O lixo e a escuridão em algumas ruas, caracterizam o fim da gestão malversada do prefeito que, em janeiro de 2012 era tido como uma esperança para o povo piancoense. Hoje o que se percebe e se vê a olhos nus, é que o gestor não tem ou não teve a capacidade de administrar a cidade. E quem pagou por tudo foram as pessoas mais simples, porque as que se dizem ricas e que apoiaram o prefeito, viveram seus melhores dias. Não se sabe ao certo como anda o pagamento dos funcionários e nem tampouco a situação de data para o 13º salário. Isso no âmbito municipal, pois tem Precatórios, INSS, etc. Será que os repasses para esses fins estão sendo realizados? A população lamenta que um pessoa simples, até então bem conceituada como empresário, deixe a sua terra com outra impressão a respeito do homem que administrou sua cidade por quatro anos. O que esperar da nova gestão, senão algo inovador que resgate a dignidade do povo pacato e ordeiro do "velho" Piancó. 

Em primeiro de janeiro de 2017,a pouco mais de 10 dias, o novo gestor Daniel Galdino (PSD) e toda sua equipe estará assumindo os destinos de Piancó. Guiarão os passos administrativos de uma cidade que há muito deixou de ser referência para o Vale do Piancó. As esperanças se renovam mais uma vez, não só com o ano que se aproxima, mais com o novo prefeito que vai administrar essa terra.

Que o prefeito Sales Lima deixe a prefeitura de cabeça erguida, mas para isso ele deve cumprir o que determina a ética e a moral, que são princípios basilares de um cidadão de bem. Se ele pretendo concorrer algum dia ao mesmo cargo que ora deixa, precisa ter a honra dos grandes homens e colocar tudo em dia antes de entregar o Município ao novo prefeito. Sabe-se que não houve transição do atual gestor para o novo. Isso vai dificultar os primeiros meses de administração, e quem perde é a cidade, é o povo. Quanto mais tempo o novo prefeito "perder" reorganizando a Casa, mais problemas se acumularão e mais tempo necessitará para que a população sinta e perceba as mudanças que foram prometidas durante a campanha eleitoral que antecedeu as eleições de 02 de outubro de 2016.


Blog do RC/oblogdepianco.com.br

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM