Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Temer faz carta de agradecimento a Colômbia por homenagens à Chapecoense

A Presidência da República enviou, na noite deste sábado, ofícios de agradecimentos às principais autoridades colombianas por conta do atendimento prestado após o acidente envolvendo o avião da Chapecoense, que caiu na última terça e matou 71 pessoas. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, as cartas assinadas por Michel Temer foram enviadas para Juan Manuel Santos, presidente da Colômbia; Luis Perez Gutierrez, governador de Antioquia; e Federico Zuluaga, prefeito de Medellín.
"Reafirmo a mensagem de agradecimento que transmiti a Vossa Excelência em nosso contato telefônico horas após o terrível acidente [...] Os brasileiros nos temos emocionado com as múltiplas manifestações de solidariedade dos torcedores e jogadores do Atlético Nacional, da gente de Medellín, dos colombianos de todo o país", escreveu Temer a Juan Manuel Santos.
O gesto diplomático encerra uma semana de cooperação entre os dois governos. Desde o acidente, a Embaixada brasileira na Colômbia tem acompanhado e participado de decisões importantes no processo de liberação dos corpos em Medellín, como quando orientou às famílias das vítimas que não deixassem o Brasil.
Da parte da Colômbia, o esforço para resgate e liberação rápida dos corpos mobilizou mais de 800 pessoas, entre bombeiros, advogados, psicólogos e agentes funerários, entre outras funções. Neste momento, o país vizinho ainda fornece auxílio aos quatro brasileiros feridos no acidente e suas famílias, que estão hospedadas em Medellín por conta do governo local.
Esse esforço, porém, não envolveu diretamente os presidentes. Tanto Juan Manuel Santos como Michel Temer preferiram não ir a Medellín. O Brasil foi representado por José Serra, ministro das Relações Exteriores, que chegou a discursar na homenagem organizada pelo Atlético Nacional no estádio Atanasio Girardot.

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM