Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Vizinho ouve choro e fotografa estupro.Cenas Fortes

Resultado de imagem para Vizinho ouve choro e fotografa estupro
Um policial militar da reserva que estava ouvindo gemidos de sofrimento de uma criança decidiu ver o que estava acontecendo. Ao olhar por cima do muro da residência, ele flagrou uma menina sendo estuprada. O PM fotografou o crime em andamento e acionou a polícia. 
O estupro ocorreu na Avenida Tenente Amaral, no Bairro do Zerão, Zona Sul de Macapá, por volta das 9h deste domingo, 25. O acusado tem 17 anos e a vítima apenas 8 anos. Os dois são irmãos de pais diferentes. 
“A família afirma que foi a primeira vez, mas populares dizem que pode ter ocorrido outras vezes. Se não fosse a população poderia ter ocorrido um mal maior”, comentou o tenente Kaio, do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM).
PM foi chamada por vizinho que fotografou estupro. Fotos: Olho de Boto
PM foi chamada por vizinho que fotografou estupro. Fotos: Olho de Boto
Os pais haviam saído de madrugada para visitar parentes, e ainda não haviam retornado.
“Como era Natal, nós saímos e pedimos pra avó tomar conta das crianças. Quero justiça”, disse o pai da vítima e padrasto do acusado ao chegar na Delegacia Especializada em Atos Infracionais (Deiai), para onde o adolescente foi levado. 
Irmão tem 17 anos e foi apresentado por estupro de vulnerável
Irmão tem 17 anos e foi apresentado por estupro de vulnerável
Vizinhos ficaram revoltados com o crime, e um deles teria sido ameaçado pelo adolescente durante a apreensão.
Um policial da reserva, por cima do muro dele viu a situação e chamou os vizinhos. A criança estava chorando. Ele ainda ameaçou a gente, dizendo que me conhece. Mas ele tem que pagar. Está errado”, disse indignado um vizinho. 
O adolescente acusado foi apresentado pela PM por estupro de vulnerável. As fotos do estupro foram repassadas para a equipe do BRPM e depois para a Polícia Civil.
Na foto é possível ver o adolescente deitado com a criança em cima de folhas de bananeira colocadas no chão. A criança tem uma expressão de pânico. 


CONTINUAÇÃO DA MATÉRIA,DESFECHO FINAL DESSE CASO CLIQUE AQUI
ATENÇÃO CENAS FORTES:
























OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM