Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Cunha Lima reassume mandato e já participa de articulações no Senado

 O senador Cássio Cunha Lima reassumiu o mandato no Senado e a liderança do PSDB na Casa a tempo de participar das articulações para a formação da nova Mesa. No período em que esteve licenciado para tratamento de saúde, Cunha Lima foi substituído pelo primeiro suplente Deca do Atacadão (José Gonzaga Sobrinho), que disse ter tido uma atuação proveitosa, encaminhando reivindicações em favor de municípios e fazendo intervenções sobre problemas do Estado. Já a liderança do PSDB no Senado foi ocupada durante o período de licença de Cássio pelo senador Paulo Bauer (SC).

Por enquanto, a disputa mais acirrada nos meios políticos em Brasília envolve a presidência da Câmara Federal, cujo titular, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi investido para mandato-tampão em consequência da cassação do mandato parlamentar do ex-presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O Palácio do Planalto e o PSDB, de acordo com informações procedentes de Brasília, divergem da estratégia de campanha adotada por Rodrigo Maia, que relutou em lançar sua candidatura à presidência temendo complicações legais. Oficialmente, o presidente Michel Temer tem afirmado que não se envolverá no processo de escolha, mas, nos bastidores, o governo federal tem articulado a desistência de candidatos adversários e o apoio de siglas à reeleição.

No período de licença do mandato, o senador paraibano Cássio Cunha Lima externou uma posição polêmica que repercutiu a nível nacional. Numa entrevista ao programa “Revista estadual”, da rádio RPN, em João Pessoa, o parlamentar tucano questionou as condições de permanência do presidente Michel Temer no cargo, pontuando que não se oporia à proposta de convocação de eleições diretas para a presidência da República. A manifestação de Cássio foi explorada junto ao Palácio do Planalto por adversários seus que compõem o bloco de sustemtação do governo no Congresso Nacional. Cunha Lima diz estar preocupado em refletir a opinião dominante nas ruas.

Para o senador paraibano, é preciso que haja um amplo debate envolvendo a questão política-institucional do País, levando-se em conta que há desafios graves a serem enfrentados como a reforma da Previdência, bombardeada por setores influentes da opinião pública. Cássio Cunha Lima disse que neste seu retorno está procurando se assenhorear melhor do conteúdo das propostas em debate no âmbito do Senado e da Câmara Federal para firmar posição, que naturalmente será sintonizada com a do partido. O suplente Deca do Atacadão, por sua vez, recebeu agradecimento de prefeitos de cidades paraibanas a quem procurou ajudar no exercício efetivo do mandato, empenhando-se em gabinetes palacianos para a liberação ou o descontingenciamento de recursos.

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM