Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Em Plena Crise, Prefeito De Mari manda projeto de lei criando novos cargos.Vereador e Advogado criticam. “Essa é a lei do cabide de emprego”

Resultado de imagem para prefeiturade mariO vereador de oposição Léo Teixeira (PSB) da cidade de Mari, na mata paraibana, criticou, na manhã de hoje,19, a inciativa do prefeito Antônio Gomes (PSD) em enviar para a Câmara Municipal aprovar um projeto de lei que mexe com toda estrutura administrativa da prefeitura municipal e cria vários cargos comissionados. “Não sou contra a organização da administração para melhor, mas o que vejo nesse projeto é apenas um cabide de emprego sendo gerado para agregar aliados”, declarou o vereador, mostrando o projeto de lei enviado ao legislativo.

Léo disse que o momento é de crise e contenção de gastos e não de aumento de despesas. “O momento atual é de crise nas prefeituras do Brasil e não se pode aumentar os gastos, mas contê-los. O prefeito atual de Mari está fazendo o caminho contrário, pois enquanto os prefeitos estão preocupados em não aumentar gastos, ele busca aumentá-los”, afirmou o vereador.

Para o advogado e militante com larga experiência na área administrativa Dr. Joseilton Souza, esse projeto deve ser denominado "lei do cabide" e o projeto enviado a Câmara Municipal pelo prefeito desfigura completamente a estrutura administrativa. 

O projeto de lei apresentado pelo prefeito desfigura completamente a estrutura administrativa do município de Mari, e só para dar um exemplo, a secretaria de agricultura deixa de existir para dar espaço a uma Secretaria de desenvolvimento econômico e Agrário, apenas com o intuito de beneficiar o apadrinhado político ex-presidente da Radio Comunitária com uma super secretaria.   O projeto de lei turbina ainda o gabinete do prefeito, tudo isso com o objetivo de apadrinhar e alocar os aliados políticos já descontentes com as promessas de emprego durante a campanha.  A verdade é que vão destruir toda a estrutura administrativa do município só pra atender os interesses dos apadrinhados e alocar os aliados políticos. Isso é caso de polícia. Até a secretaria de agricultura perde o status de secretaria pra dar lugar a uma secretaria exclusiva para o presidente da rádio Severino Ramos ( homem forte do governo). Isso é que é ganância por poder.  Tremenda cara de pau. Mari só tem a perder com esse projeto de lei, que facilmente poderia ser chamado de cabide de emprego legalizado. Será que vão ficar de braços cruzados vendo isso, Senhores Vereadores?”, declarou Dr. Joseilton Souza 

Segue abaixo cópia do projeto de lei que chegou a Câmara Municipal para ser votado de forma urgente.































Da Redação



























OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM