Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

PMCG limita o número de cirurgias oncológicas no Hospital da FAP

PMCG limita o número de cirurgias oncológicas no Hospital da FAPO presidente da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), Helder Macedo, revelou que a Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Campina Grande determinou a limitação de cirurgias oncológicas do município.

– Estávamos fazendo cerca de 90 a 100 cirurgias mensais e, agora, só vamos ter por parte da Secretaria de Saúde a autorização para realizar 50 cirurgias. A Secretaria alega que os recursos projetados para o SUS, para a realização de cirurgias oncológicas na FAP, se esgotaram e que, a partir desse esgotamento do orçamento a quantidade de cirurgias devem ser reguladas – falou.

Segundo Helder, é uma situação desconfortável para a Fundação e Secretaria de Saúde, entretanto , ele destacou que existem condições de realizar o dobro de cirurgias autorizadas pela pasta.

– Infelizmente, por força dessa limitação orçamentária, vamos deixar de atender 50 pacientes por mês, o que é lamentável, pois vamos expor os pacientes de câncer a um risco ainda maior quanto a eficácia do tratamento, as chances de cura e de sobrevida. É muito grave, notificamos todos os órgãos competentes, entendemos a dificuldade da secretaria municipal em atender essa nossa demanda, mas, também temos do outro lado os pacientes que precisam fazer essas cirurgias e precisam uma solução urgente para esse problema – lamentou.

As informações foram veiculadas na Rádio Campina FM.





Paraiba Online




OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM