Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Grupo tenta explodir Correios e suspeito morre depois de trocar tiros com a polícia

Um homem suspeito de integrar um grupo que estaria se organizando para explodir uma agência dos Correios, na cidade do Congo, no Cariri paraibano, morreu depois de uma troca de tiros entre os criminosos e a Polícia Militar, na madrugada desta quarta-feira  (1º). A ação foi frustrada depois que moradores perceberam a movimentação em frente a agência e acionaram a polícia. Os outros integrantes do grupo conseguiram fugir, mas a polícia entrou em perseguição pela zona rural.

O suspeito ferido foi encaminhado para o Hospital de Emegência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, no Agreste paraibano, que confirmou que o homem deu entrada às 3h (horário local). Ele não resistiu e morreu. O homem ainda não foi identificado, mas tem cerca de 30 anos.

De acordo com as primeiras informações divulgadas pela Polícia Militar, a troca de tiros ocorreu no início da madrugada, por volta de 0h30 (horário local). Cerca de 10 homens, que estariam em dois carros, chegaram a cidade de começaram a cercar a agência dos Correios, momento em que os moradores perceberam a ação.

Quando a Polícia Militar chegou a cidade, a troca de tiros começou. Um suspeito foi baleado e outros fugiram. A polícia não soube informar se o grupo usou veículos na fuga, mas confirmou que os homens entraram em um matagal. A Polícia Federal também está fazendo buscas. Existem equipes policiais na zona rural do Congo e também em cidades vizinhas, como Caraúbas.

Até 6h30 desta quarta-feira, não houve confirmação de outras prisões. O Centro Integrado de Operações da Polícia Militar (Ciop) informou que está tendo dificuldades em se comunicar com as equipes que estão no matagal.









G1





OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM