Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Marisa Letícia tem morte cerebral, e família autoriza doação de órgãos

Médico Roberto Kalil confirmou morte cerebral de Marisa Letícia Lula da Silva
A ex-primeira-dama do país Marisa Letícia Lula da Silva, 66 anos, teve morte cerebral constatada na noite desta quarta-feira (1º). A confirmação foi feita pelo médico Roberto Kalil Filho no saguão do hospital Sírio Libanês, de acordo com o jornal Estado de S. Paulo. Dona Marisa teve uma piora drástica do quadro de saúde. Ainda segundo, o jornal Folha de S. Paulo, o quadro é irreversível.
Uma pessoa próxima da família teria contado que houve aumento da pressão intracraniana e do edema cerebral que ela teve em decorrência do derrame hemorrágico.
 A equipe médica que estava tratando de dona Marisa chegou a se animar com alguns sinais de provável melhora, no início da tarde de quarta-feira, mas ela teve diversas ocorrências de vasoespasmos (a artéria se fecha e impede o fluxo de sangue na região) no decorrer do dia.
Marisa Letícia estava em coma induzido desde o dia 31, quando os médicos cortaram os sedativos. Mas como houve uma piora no seu quadro clínico, ela voltou ao coma induzido. Desde o início da tarde, Dona Marisa passou a sofrer aniscoria, quando as pupilas se dilatam, sintoma de falta de sangue no cérebro.
ATUALIZAÇÃO
Na manhã desta quinta-feira (2), um exame de dopler transcraniano foi realizadono Hospital Sírio-Libanês e constatou não haver atividade cerebral na ex-primeira-dama Marisa Letícia. Com base neste exame, o ex-presidente Lula autorizou a doação de órgãos do corpo da mulher, cujo coração continua batendo.
No Facebook oficial do ex-presidente Lula, a família anunciou que autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos.







OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM