Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Situação Financeira Inviabiliza Carnaval em Igaracy e Prefeito Lidio Carneiro decreta estado de emergência no Município

A imagem pode conter: texto
A atual gestão do municipio de Igaracy,cidade que esta localizada na Microrregião do vale do piancó e na Mesorregião do Sertão Paraibano,com uma  Área de 192,258 km² e de acordo com o último censo realizado em 2010,uma população estimada 6.156 hab(IBGE), vem enfrentando dificuldades para colocar as finanças em dia e o governo nós trilhos.Desde quando assumiu a prefeitura em 01 de janeiro de 2017,o prefeito Lidio Carneiro e sua equipe de auxiliares, vem trabalhando diuturnamente para amenizar o caos e tapa os buracos deixado pela gestão da ex-prefeita.

"Vamos precisar do apoio de todos os igaracienses,são inumeras dividas e contas a pagar.Pedimos um pouco mais de paciência a população para que possamos colocar nossa cidade nos trilhos".Falou o prefeito Lidio Carneiro ao Blog do RC

Em nota abaixo,a prefeitura de Igaracy explica o motivo da nao realização do carnaval 2017.




A realidade do município de Igaracy não é diferente da dos 223 municípios paraibanos que estão sendo alertados pelo Tribunal de Contas do Estado sobre cuidados que devem ser observados ao promover festividades financiadas com recursos públicos. Evitando excesso de gastos com contratações e assegurando o equilíbrio das contas públicas, conforme preconizado no § 1º do art. 1º da Lei Complementar nº 101/2000 que estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências, notadamente em casos de situação de decreto de emergência. Além das legislações a nível de Estado, existem decretos municipais expedido e assinado pelo prefeito José Carneiro Almeida da Silva, que torna inviável a realização de carnaval no ano de 2017 a saber, Decreto nº 002/2016 – Decreta situação de emergência no Município de Igaracy, e Decreto nº 10 de 02 de janeiro de 2017 – Estabelece medidas administrativas no sentido de conter e racionalizar as despesas públicas no âmbito da Prefeitura. Não desconsideramos a importância do carnaval para cultura, além de ser uma tradição cultural brasileira, passou a ser um criativo negócio do ramo turístico e do entretenimento. No entanto o momento exige uma priorização a ações que beneficie uma maior camada de munícipes. Estamos apenas com pouco mais de um mês de gestão, tendo como meta uma estabilização da economia local e uma melhor distribuição dos serviços públicos.


Gabinete do Prefeito.
Secretaria de Cultura.



Blog do RC





OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM