Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Temer defende carne, mas embaixadores reagem com cautela

Temer vai a churrascaria com embaixadores: Presidente tira foto com garçons em churrascaria de Brasília. Restaurante só certe carne bovina importadaPreocupado com o impacto no mercado brasileiro e internacional provocado pelas revelações da operação Carne Fraca, o presidente Michel Temer iniciou na tarde deste domingo uma ofensiva para tentar preservar a imagem do produto.

Ele participou de uma maratona de reuniões de emergência no Palácio do Planalto, anunciou que vai acelerar auditoria no setor e, por fim, convidou representantes de embaixadores e representes de países consumidores a irem a uma churrascaria em Brasília, como prova da qualidade do produto nacional. A “excursão” foi feita no início da noite, pouco depois dele afirmar que as plantas exportadoras estavam abertas para inspeção de países compradores.

A movimentação do governo brasileiro para tentar frear os estragos das denúncias de fraude na fiscalização que resultaram na venda de produtos vencidos e adição substâncias para mascarar o sabor e odor de carnes estragadas foi acelerada diante dos pedidos de esclarecimentos sobre as denúncias enviados sábado pela União Europeia e pela China. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, afirmou que respostas seriam encaminhadas ainda no domingo.

A estratégia montada pelo Planalto, no entanto, foi recebida com cautela pelos ouvintes. Os embaixadores da União Europeia, João Gomes Cravinho, e da China, Li Jinzhang, deixaram claro ao sair da reunião que as explicações não foram suficientes. Ambos disseram que ainda aguardam uma “explicação técnica” oficial “detalhada” do governo. Cravinho não descartou a possibilidade da suspensão da compra de carne.

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM