Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Esta bizarra cidade australiana é impossível de ser encontrada, a menos que você saiba exatamente onde procurar

Poucos ambientes terrestres são tão formidáveis e incomparáveis quanto aos desertos. Embora extremamente quentes durante o dia, nas noites eles podem ser muito frios.

Logo, são considerados o tipo de habitat que apenas um corpo forte e mente engenhosa podem suportar. Ainda, e esqueça as cobras e escorpiões, há algumas pessoas corajosas o suficiente para viverem locais assim. E, se você tiver interesse e curiosidade em conhecê-las, teria que se aventurar pelos “outbacks” da Austrália para encontrá-las.




A região é conhecida por ser um terreno traiçoeiro, de calor sufocante e animais perigosos. Contudo, e logo ao fundo de suas planícies avermelhadas, há a chamada cidade de Coober Pedy, que literalmente existe em seu subterrâneo.

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no Facebook e no Twitter.


Criada em 1915, quando uma jazida de opala foi descoberta na região, Coober Pedy é hoje o lar de quase 1.700 locais. O que diferencia esses moradores do demais é que eles simplesmente escolheram viver em uma das regiões mais quentes do mundo. Mas não se engane, a cidade foi construída de modo subterrâneo para combater exatamente isso.


Enquanto era visitada apenas por mineradores que trabalhavam na extração de opala, o local era essencialmente inóspito. Como também era quente, os trabalhadores passaram a buscar abrigo dentro da Terra. Enquanto isso era feito inicialmente para garantir descanso, eles começaram a cavar suas casas nas encostas, eventualmente criando a pequena cidade.


Coober Pedy possui hoje quilômetros de túneis artificiais que se entrelaçam sob a terra vermelha sufocante – algo muito parecido com uma colônia de formigas. Ali há até mesmo um hotel para os turistas mais aventureiros. O nome vem de um termo aborígene kupa-piti, que significa “garotos do poço”. As mais de 1.500 casas que atualmente existem ali são chamadas “dugouts”.


No entanto, a cidade não é exatamente um paraíso turístico. Ela confia ainda na mineração de opala como fonte de renda, e tem muito orgulho de sua origem incomum. E as dugouts não são as únicas construções ali dentro. Os moradores dispõem de uma bela igreja, vários restaurantes, lojas, uma enorme livraria que conta com livros sobre a história local, e um cemitério, onde eles enterram os mortos (apesar de já estarem no subterrâneo).


O local também conta com uma joalheria –que provavelmente vende uma das melhores opalas de todo o mundo – e, curiosamente, um campo de golfe, que os moradores optam por utilizar durante as noites, quando é mais fresco. Coober Pedy é claramente uma das cidades mais incomuns do Planeta, embora tenha muito a oferecer para quem estiver interessado em visitá-la. No entanto, estes deverão saber exatamente onde e como encontrá-la.

Fotos: Reprodução / Boredom Therapy

Boredom Therapy / Jornal Ciência 

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM