Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Estudante desaparece após desconfiar de relação entre a irmã e seu ex-marido no MT

O desaparecimento de uma estudante de Arquitetura em Cuiabá, no Mato Grosso, está mobilizando as redes sociais desde a tarde desta quarta-feira. Kedma Oliveira, de 23 anos, deixou um texto de despedida publicado no Facebook e não voltou mais para a casa. Segundo relatos de familiares e outras pessoas próximas, ela foi vista pela última vez na Avenida Fernando Corrêa, no bairro Boa Esperança, quando foi embora com um amigo.

— Minha filha estava desconfiada de uma relação entre o ex-marido e a irmã, mas era tudo da cabeça dela. Não tinha razão para ciúmes. Não sei por que ela agiu dessa forma. Talvez tenha ocorrido uma discussão entre eles — afirmou, por telefone, a mãe da jovem, Heslla Oliveira, de 45 anos.

De acordo com Heslla, a irmã de Kedma costuma ajudar a cuidar da filha dela, de 10 meses, e a relação amigável com o pai da criança teria motivado uma discussão entre as duas. No texto de despedida deixado no Facebook, Kedma afirma: "tá doendo o que eles fizeram comigo. Espero que pra eles tenha valido a pena. Porque eu não vou conseguir perdoar isso nunca".


Além disso, a estudante lamenta perder o primeiro aniversário da filha. "Mamãe, tá doendo mais saber que não vou estar presente no primeiro aniversário da Yasmin. Aniversário que eu sonhei tanto em fazer. Só diga a minha filha todos os dias que eu amo ela, que ela não tem culpa de nada. Ela foi a melhor coisa que me aconteceu", registrou Kedma. A todo momento na publicação, a estudante se dirige a mãe e diz o quanto "está doendo", diz que gostaria de terminar a faculdade e que ama sua filha.

Kedma saiu de casa nesta quarta-feira, às 17h, para ir à academia. Segundo Heslla, Kedma teria se jogado na frente de um carro durante a noite e esta foi a última vez que ela foi vista. A mãe da jovem contou que um amigo a teria buscado no local após o incidente. Com isso, Esla contou que procurou auxílio da prefeitura e da polícia para localizarem o veículo, mas até o momento a família da jovem desconhece o motorista, assim como o paradeiro de ambos.

"Essa não é a hora de julgamentos e sim de tentar ajudar a encontrá-la!", escreveu uma amiga, pedindo que as pessoas compartilhassem a publicação.

— Agora estou esperando notícias, mas ainda não temos nenhuma — disse.








Louise Queiroga



OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM