Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Prefeito de Piancó foi o único do Vale que não gastou "diárias" nos primeiros meses de gestão; confira

O TCE no exercício de sua competência possibilita o controle social ao pôr em prática o princípio da transparência e disponibiliza, sempre, as principais informações relativas à gestão pública fornecidas pelos respectivos gestores, sem que sobre ela haja emitido qualquer juízo de valor. Segundo informações do TCE-PB,  prefeituras de 15 municípios da Paraíba gastaram 1,1 milhão em diárias em 2016. As despesas se referem a viagens de prefeitos e servidores, conforme levantamento realizado  no Sistema de Acompanhamento da Gestão de Recursos (SAGRES) do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB). Nesse ano de 2017 o SAGRES informou sobre os gastos dos novos gestores no início do mandato referente a 2017/2020, e foi constatado que o prefeito de Piancó, Daniel Galdino de Araújo Pereira (PSD), eleito pela coligação "PRA RESOLVER PIANCÓ", foi o único prefeito do Vale do Piancó que não realizou nenhuma despesa com diárias nos meses de janeiro e fevereiro de 2017.

A maioria dos empenhos pagos aos gestores públicos foi para viagens a Brasília para tratar de convênios, projetos e liberação de recursos junto aos ministérios.

O prefeito Daniel Galdino fez várias viagens à Brasília e João Pessoa, em busca de Emendas, Convênios e Projetos para a cidade de Piancó e sempre estava acompanhado da sua genitora, a ex-prefeita (por dois mandatos consecutivos), médica Flávia Serra Galdino, chegando até a ser criticado por alguns internautas em redes sociais e indagados sobre quem estava pagando as despesas com essas viagens, insinuando que era o município. O que agora se prova, via SAGRES (TCE-PB), que o prefeito usou recursos do seu próprio bolso para ir em busca de ações para a cidade de Piancó. 

Diárias não são proibidas
O TCE-PB informa que existe um teto para diárias, todavia espera que o pagamento ocorra de forma justificativa plausível e respeito à legislação. Alerta também que as diárias não podem ser usadas como complemento salarial do prefeito ou de um secretário municipal.


oblogdepianco.com.br

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM