Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

'Secretário de Governo que persegue jornalistas tem autoridade para questionar censura?'

Meu caro Paiakan, não me recordo do senhor secretário Luiz Torres (Comunicação) ter se manifestado em relação à avalanche de processos desfechados pelo ínclito, preclaro e insigne governador Ricardo Coutinho contra jornalistas da Paraíba. Processos, inclusive, barrados pelo Supremo Tribunal Federal, que, em decisão do ministro Luiz Fux, considerou inconstitucional a ofensiva do governador.

Não ouvi um sussurro sequer do indômito secretário, antes tão bravo, no dizer do colega Maurílio Batista. Inclusive, bem recentemente, ficou completamente afônico quando o jornalista Thiago Morais foi ameaçado pelo governador, precisamente numa entrevista coletiva. Mas, eis que recuperou a voz para atingir seu colega de profissão, Josival Pereira, secretário de Comunicação de João Pessoa.

O ato de barrar jornalista em uma entrevista coletiva do prefeito Luciano Cartaxo foi, é claro, algo absolutamente condenável. Não se pode coadunar com quaisquer atos de censura ou perseguição aos jornalistas. Foi inaceitável, por todos os motivos. Mas, quem tem o telhado de vidro e serve a um Governo campeão em processos contra jornalistas tem autoridade para falar em censura?

E o que dizer da Associação Paraibana de Imprensa e do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba? Pouco a dizer, não é? Moveu-se à velocidade da luz para desagravar o jornalista Judivan Gomes. Eu, de minha parte concordei plenamente. Estou inteiramente solidário com o profissional, e se quaisquer outros nessas condições. Mas, por que o Sindicato e a API não foram igualmente rápidos e diligentes quando jornalistas foram perseguidos e processados pelo governador?








Helder Moura

Salão de Beleza

Salão de Beleza

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM