Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Chuvas deixam sete desabrigados, derrubam cinco árvores e provocam dois deslizamentos de barreira na Capital

As chuvas que caem sobre a Capital paraibana deixaram sete pessoas desabrigadas, derrubaram cinco árvores e provocaram o deslizamento de duas barreiras. O balanço preliminar é da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, que registrou precipitações de 161 milímetros nas últimas 12 horas. O temporal corresponde a 71% do esperado para todo o mês de julho. “Foi um dilúvio”, comparou o diretor de operações do órgão, Genival Filho. 

As quedas de árvores foram registradas no Centro, Mangabeira, Timbó, Jardim Cidade Universitária e Tambiá, os dois deslizamentos nos bairros de Miramar e Roger. Já as sete pessoas desabrigadas foi do bairro de São José. “Os desabrigados, que moram nas proximidades da foz do Rio Jaguaribe, tiveram as casas invadidas pelas águas e foram retirados”, disse Genival.

As chuvas que continuam a cair sobre a Capital paraibana foram consideradas atípicas pelo diretor da Defesa Civil e só explicadas por órgãos nacionais ou internacionais que estudam as mudanças climáticas. “Esse fenômeno vem se registrando em João Pessoa nos últimos três ou quatro anos”, esclarece.

A Defesa Civil registrou ainda vários pontos de alagamentos na Capital devido à intensidade das precipitações. “Muitos pontos ficariam livres de enchentes e o povo não colocasse lixo nos bueiros e em canais de escoamento”, lamenta Genival Filho.

Ainda de acordo com Genival Filho, equipes da Defesa Civil de João Pessoa continuam o monitorando as áreas consideradas de risco e de prontidão para socorrer as possíveis vitimas das chuvas.



Redação 

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM