Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

PT critica precarização de ensino com fechamento de 384 escolas e pede suspensão de leilão da terceirização

PT nota contra terceirização
A Direção Estadual do PT divulgou nota, esta manhã (terça, dia 18), contestando o processo de terceirização da Educação na Paraíba, proposto pelo governador Ricardo Coutinho. No texto, o partido denuncia o processo de precarização do ensino público no Estado, com o fechamento de 384 escolas estaduais, e pede a suspensão do leilão das escolas com as OS (Organizações Sociais).

Durante reunião realizada, na noite dessa segunda com professores, o presidente Jackson Macedo destacou a postura do Governo Ricardo Coutinho “nas questões nacionais, como o enfrentamento ao golpe”, mas observou que o PT “não pode deixar de se posicionar contrário a uma ação privatista como essa que está sendo promovida na educação do Estado”.

Na nota, os militantes ponderaram: “Defendemos que o Governo do Estado suspenda o processo licitatório e convoque um fórum de discussão democrática com a participação das instituições ligadas à defesa da escola pública para a construção de uma proposta alternativa, que aponte para a melhoria da gestão sem ferir o caráter público das escolas e que respeite os direitos dos trabalhadores em educação.”

Governo do PT – Na nota, o partido também elogia, como contraponto à terceirização, iniciativas dos Governos Lula e Dilma, para a melhoria do ensino público, como a criação do Fundeb, do piso salarial nacional docente e a expansão das universidades e institutos federais de educação, além da aprovação do novo PNE (Plano Nacional de Educação) e do Fundo Social do Pré-Sal.


Blog do RC/Helder Moura

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM