Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Tempo frio no Estado deve continuar até agosto


o período de inverno na Paraíba chegou às mais baixas temperaturas registradas este ano no estado, segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa). A meteorologista Carmem Becker explicou que a menor temperatura registrada este ano foi na última sexta-feira (14), em Monteiro, no Cariri paraibano, quando o termômetro marcou 14,6ºC na madrugada.

O tempo frio no estado deve continuar até agosto. Ainda na sexta-feira, a temperatura em João Pessoa chegou a 21,5ºC e em Campina Grande, a 16,2ºC. Em Patos, no Sertão, foi registrada uma mínima de 19,9ºC na madrugada do mesmo dia.

Conforme a meteorologista, o tempo atual é considerado normal para essa época do ano e a Paraíba não deve ser afetada pela onda de frio esperada para esta segunda-feira (17), que deve avançar pelo Sudeste, Centro-Oeste e parte da região Norte.

Monteiro, no Cariri da Paraíba (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)
Segundo Carmem, o que pode acontecer é que ventos mais frios podem avançar para a Paraíba, partindo das regiões Sul e Sudeste.

A meteorologista explicou que as temperaturas mínimas são registradas no período da madrugada. Durante o dia, municípios da Paraíba ainda chegam a temperaturas de 32ºC (Patos), 31ºC (Sousa) e 28ºC (João Pessoa), mesmo no inverno.

Na tarde desta segunda-feira (17), às 15h, João Pessoa registrou 27,1ºC nos termômetros. Campina Grande, com temperaturas mais amenas, registrou 25,8ºC.

Para os próximos dias, a Aesa prevê que a temperatura atual deve ser mantida e ainda que há a possibilidade de chuvas esparsas do Litoral ao Agreste do estado. As chuvas devem seguir até a primeira quinzena de agosto.

Matureia registrou 12ºC

A cidade de Matureia, no Sertão paraibano, registrou, no dia 12 de julho, uma temperatura de 12ºCdurante a noite, segundo o geógrafo Gustavo Wanderley, que mediu a temperatura por meio de um posto de um equipamento instalado na zona rural do município. Porém, a Aesa não fez o registro pois não há postos de medição do órgão no local.



G1 PB

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM