Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Wellington Roberto sofre retaliação após voto contra Temer e perde indicado no Dnit

O deputado federal Wellington Roberto (PR) deve ser um dos primeiros alvos de retaliação pelo Governo Federal após ter votado pelo prosseguimento da denúncia contra Michel Temer na última quarta-feira (02). De acordo com a coluna Painel, da Folha de São Paulo, será exonerado um indicado do deputado para ocupar a diretoria de Administração e Finanças do Dnit.
O pedido de punição teria sido feito pelo Ministro dos Transportes Maurício Quintela, que é do mesmo partido do deputado paraibano. A exoneração de Gustavo Adolfo Andrade de Sá já estaria para ser publicada no Diário Oficial da União, de acordo ainda com a coluna.
O Planalto ainda aguarda que outros partidos sigam o exemplo do PR e realizem pentes-finos em suas bancadas para identificar os “traidores” e pedir as cabeças de seus indicados ao governo.
Na última quarta-feira (03) na Câmara dos Deputados, o paraibano declarou seu voto favorável à admissibilidade da denúncia contra Michel Temer. Wellington Roberto afirmou durante sua declaração de voto que não podia ignorar a opinião popular. Caso a denúncia fosse aceita, o presidente seria afastado do cargo. No entanto, a oposição não conseguiu totalizar os 242 votos necessários para dar andamento ao processo.

OUÇA A RADIO KEBRAMAR FM