Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Polícia prende homem suspeito de homicídio e ocultação de cadáver

Um homem foi preso na noite desta quinta-feira, 17, no Sítio Mulungu, em Desterro, suspeito de homicídio e ocultação de cadáver, que vitimou o borracheiro, Reinaldo Farias de Souza, 40 anos, no início desta semana. Desde a última segunda-feira a vítima estava desaparecida.

Sandro dos Santos Silva, conhecido por Têda, de 26 anos, foi preso por policiais civis que conseguiram localizar onde ele estava escondido.

De acordo com informações do delegado Adjuto Dias Neto, Sandro dos Santos confessou o crime e indicou o local onde o cadáver estava. Aos policiais, Sandro alegou legítima defesa, pois, segundo ele, tinha sido ameaçado por Rinaldo com uma faca, sem motivo, e que reagiu com pauladas que levaram a vítima à morte.

Após os golpes de pauladas, Têda enrolou Rinaldo em um lençol, colocou em um carrinho de mão e a cerca de 500 metros da casa, cavou uma cova, cortou as pernas para o corpo caber na cova, jogou lenha e ateou fogo. Ele ainda foi a cidade e quando retornou, o corpo não tinha queimado completamente e novamente colocou lenha e ateou fogo. Após isso, ele enterrou as cinzas e cobriu o local com muitos galhos de jurema para esconder a cova. 

Após cavar o local, a polícia encontrou fragmentos incinerados do corpo da vítima. 

As Polícia Civil e a Polícia Militar de Desterro e Cacimbas acionaram a Polícia Científica e o IML para periciar o local e colher os restos mortais que vão ser exumados. 

No Celular do acusado havia fotos do corpo, que foram deletadas, mas a polícia conseguiu recuperar. 




 Acilene Candeia com Desterro1