Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

ROMBO MILIONÁRIO: Prefeito de Mari e Presidente da MariPrev,são notificados pelo TCE

O rombo milionário nas contas da Autarquia Municipal MariPrev, Instituto Previdenciário dos servidores públicos do município de Mari,esta deixando  os beneficiários em situação de risco.

Segundo informações,uma auditoria no município teria sido realizada,com o número de Processo 00128/17 

 O que apurou a nossa reportagem, e de acordo com os documentos publicados na matéria,oTribunal de Contas do Estado da Paraíba notificou o prefeito Antonio Gomes e o diretor/presidente da MariPrev, Sérgio Melo (ambos na foto da matéria) por causa das  irregularidades encontradas no exercício 2017, por sinal, primeiro ano da atual gestão de Antonio Gomes. 

Dentre as quais ,teria sido detectados, gastos com pessoal (contratação/pagamento de servidores) acima do limite permitido, não recolhimento da contribuição previdenciária do empregador à instituição de previdência.

 Para este último item, é apresentado um déficit (rombo) de exatamente R$ 2.340.568,27 (dois milhões, trezentos e quarenta mil, quinhentos e sessenta e oito reais e vinte e sete centavos)que, conforme detalha o relatório do TCE, “o Gestor deixou de recolher à previdência o montante estimado total de R$ 2.340.568,27, sendo R$932.681,55 ao RGPS e 1.407.886,72”.

As irregularidades apresentadas pelo TCE desobedecem ao que determina a Constituição Federal e leis como a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Lei de Improbidade Administrativa.

Conhecida pelo nome MariPrev, o instituto criado na primeira gestão de Antonio Gomes arrecada valores mensais (desconto de 11 porcento do salário recebido pelos servidores) para fins previdenciários dos servidores do município (ativos, inativos e pensionistas).

Há meses, antes dessas informações virem a público, o instituto vinha sendo alvo de questionamentos por parte de servidores, mas a gestão em momento algum veio a público prestar qualquer informação.
















Blog RC/Umari