Publicado:
Postador Por Rembrandt Carvalho

Celebração de Missa de sétimo dia de Bolinha acontece neste domingo na Rádio Tabajara

Neste domingo, 15, às 10h30, será celebrada no Jardim da Rádio Tabajara a Missa de Sétimo Dia do radialista Airton José da Silva, o Bolinha, ícone da radiofonia paraibana. O comunicador morreu no último dia 9 no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, onde ficou internado por cerca de 20 dias para tratamento de uma cirrose hepática.

O apresentador do Big Show do Bolinha deixou mulher, filhos, netos e uma bisneta. Natural de João Pessoa trabalhou 52 anos em Rádio. Tinha um dos programas mais antigos ainda no ar, 47 anos comandando o BiG show do Bolinha.

Airton José faz parte da história da Rádio Tabajara, onde ele estava há 38 anos. De família humilde, mas muito batalhadora, ele faz questão de ressaltar que todo esforço é recompensado. A prova disso é que ele aprendeu a ler sozinho, sem ir à escola. “Achava tão bonito as pessoas lendo… Mas não sabia. Então, pegava diariamente os jornais e começava a tentar juntar as letras. Foi dessa forma, instintivamente, que aprendi a ler”, conta o radialista. E foi depois que aprendeu a ler que botou na cabeça que iria realizar outro sonho: o de ser radialista.

O radialista Rembrandt Carvalho, enalteceu o trabalho do grande profissional " Quando passei pela tabajara em 2003,tive a oportunidade de tê-lo como professor. A paraíba está perdendo um dos seus ícones do rádio paraibano"







Redação